Deputada de SP perde mandato por infidelidade partidária

A deputada paulista Vanessa Damo (PMDB) perdeu, na sessão de hoje do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), seu mandato atual por infidelidade partidária. A decisão, por maioria de votos, refere-se às eleições 2006 e não afeta a próxima legislatura, para a qual a deputada foi reeleita em outubro com 93.122 votos.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

17 de novembro de 2010 | 15h08

Segundo o TRE, Vanessa foi eleita pelo PV em 2006 e se desfiliou do partido em 10 de setembro de 2009 sem motivo que justificasse sua saída. Ela então filiou-se ao PMDB. Apesar de sua saída ter sido de comum acordo com o PV, que não reivindicou a vaga, os juízes entenderam que a agremiação não autorizou sua desfiliação e sua saída não se deu em razão de grave discriminação pessoal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.