Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Deputada alinhada ao Planalto é eleita líder do PSB na Câmara

Vice-líder do governo e integrante da bancada ruralista, Tereza Cristina (MS) é ligada a grupos que defendem permanência da sigla na base aliada

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2017 | 16h35

BRASÍLIA - A deputada federal Tereza Cristina (MS) foi escolhida na noite desta segunda-feira, 30, líder do PSB na Câmara para o ano legislativo de 2017. Ela foi eleita por 22 votos, derrotando o atual líder interino do partido na Casa, Tadeu Alencar (PE), que teve 14 votos.

A eleição de Tereza é boa para o presidente Michel Temer. Vice-líder do governo na Câmara e integrante da bancada ruralista, ela é ligada, no PSB, ao grupo do vice-governador de São Paulo, Márcio França, e próxima ao ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, os quais defendem a permanência da sigla no governo. 

Já o candidato derrotado, Tadeu Alencar, é muito ligado ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, uma das principais vozes que defende, nos bastidores, o rompimento do PSB com o governo Temer. 

Interferência. Alencar acusou nesta terça-feira, 31, o governo Michel Temer de ter interferido na eleição interna da bancada. Segundo o parlamentar, houve uma "interferência indevida e imprópria" do Executivo e que terá "consequências".

"Tenho muito apreço pela minha colega Tereza. Mas ficou visível que não foi mera persuasão e que houve uma operação forte para reverter votos comprometidos", afirmou o deputado ao Broadcast Político. "O fato é que houve uma interferência indevida e imprópria. E para não fulanizar, foi do governo", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.