André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Depois de reunião de emergência, Temer vai a jantar na casa de Rodrigo Maia

Parlamentares da base também estão na residência oficial do presidente da Câmara para acertar a agenda do Congresso na semana

Carla Araújo e Murilo Rodrigues Alves, O Estado de S.Paulo

11 Dezembro 2016 | 20h53

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer participou na noite deste domingo, 11, de um jantar na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). No encontro, o presidente e parlamentares da base aliada conversaram sobre a agenda do Congresso desta semana. Mais cedo, Temer fez uma reunião no Palácio do Jaburu com ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o secretário de Programa de Parceria e Investimentos (PPI), Moreira Franco, que também foram citados nos depoimentos do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho. Moreira Franco, que é sogro de Maia, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, também estiverem presentes no evento.  

O objetivo do governo é reagir mostrando "trabalho", nesta última semana de atividades no Legislativo, a mais uma crise política. Para isso, o governo pretende garantir a votação da chamada PEC do teto dos gastos no Senado e do Orçamento. 

Nas conversas com os parlamentares, o presidente também deve avançar na decisão do comando da Secretaria de Governo – o nome de deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA) chegou a ser dado como certo para o cargo, mas a decisão foi suspensa após pressão de parlamentares do centrão (PSD, PP, PR, PTB entrou outros).  

Temer recebeu Imbassahy no Jaburu neste domingo – o deputado segue como um dos mais cotados para cargo que pertencia a Geddel Vieira Lima, que caiu após acusações do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero. Antes de bater o martelo, o presidente vai acertar os últimos detalhes nos próximos dias com o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, e com parlamentares do centrão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.