Depois de ataque, presidente do TRE-SE decide usar carro blindado

A decisão foi aprovada durante reunião do TRE, depois que o carro onde estava foi atacado por mais de 30 tiros

Antonio Carlos Garcia, de O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2010 | 17h43

ARACAJU - O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), Luiz Antonio Araújo Mendonça, vai usar, a partir de agora, um carro blindado. A decisão foi aprovada durante reunião do TRE, depois que o carro onde estava foi atacado por mais de 30 tiros, disparados por quatro homens encapuzados. A tentativa de homicídio ocorreu por volta da 9 horas da manhã da quarta-feira, 18, na avenida Beira Mar, em Aracaju, quando Mendonça se dirigia para o Tribunal de Justiça, com o motorista Jailton Pereira. Ele foi alvejado na cabeça e permanece internado em estado grave no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

 

A data da compra do veículo não foi informada pelos membros do TRE, mas deve acontecer o mais rápido possível, diante da gravidade da situação. Mendonça está andando sob forte esquema de segurança, embora ele resista. Um esquema de segurança está sendo montado pelo Tribunal de Justiça de Sergipe para proteger outros magistrados. Eles terão escoltas e circularão na cidade por itinerários diferentes, informou o delegado da Polícia Civil, Júlio Flávio Prado Leite, responsável pela segurança do TJ sergipano.

 

Nesta quinta-feira, 19,ao visitar o cabo, o desembargador Luiz Mendonça rezou pedindo a Deus pelo restabelecimento do militar. O médico plantonista Hélio Carvalho, que acompanha o paciente, disse que a situação de Jailton é gravíssima e ele está em coma induzido, respirando por aparelhos. Também não há previsão dos médicos para retirar o rapaz do coma induzido. "O tempo é quem vai determinar à cada dia, à cada hora, por conta da gravidade da situação", afirmou Hélio.

 

A secretária de Estado da Saúde, Mônica Sampaio, que acompanhou o desembargador Luiz Mendonça ao Huse, disse que não há necessidade de transferir o motorista para outra unidade hospitalar em Sergipe. "Aqui no Huse, ele está sendo muito bem acompanhado. Aqui é o melhor lugar. Todos os especialistas estão aqui de plantão acompanhando o paciente. São neurocirurgiões, intensivistas, enfim, todo um corpo clínico. Ele está no lugar adequado", assegurou.

 

Boletim

 

O último boletim médico diz que o paciente Jailton Batista Pereira, 41, continua em estado grave na UTI do Huse. Encontra-se entubado, porém com níveis adequados de oxigenação arterial. A descompressão craniana é considerada satisfatória, ou seja, o cérebro se mantém pulsando e já não apresenta febre. As funções pulmonares e renais estão preservadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Carro blindadoataquedecisãoAracaju

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.