Depois da maratona, férias

Depois de trabalhar quatro meses na prefeitura e na própria candidatura, Gilberto Kassab admitiu: está cansado e pretende tirar dez dias de férias no início de novembro. Nesse período, Kassab deverá viajar para a Europa onde, mesmo de férias, pretende conhecer experiências inovadoras em gestão de grandes cidades. É praticamente certo que ele passe por Barcelona e Paris.Kassab foi convidado a comparecer, na próxima semana, a um seminário sobre megacidades em Barcelona. Mas acabou por rejeitar o convite. Entendeu que o eleitor não aceitaria bem uma viagem ao exterior logo após as eleições. A idéia de tirar curtas férias - estendidas também a seu secretariado - só foi aceita pelo prefeito depois de muita pressão de seus assessores principais, que justificaram o breve descanso com o exemplo do próprio presidente Lula, que formalizou o modelo de férias dos gestores públicos.Preocupado em apresentar inovações em sua segunda gestão, Kassab tem uma equipe de assessores trabalhando para formatar a participação da prefeitura no seminário do Urban Age - o maior evento destinado a debater questões da gestão de megacidades no mundo -, patrocinado pela London School of Economics. Este ano, o evento será realizado em dezembro, na cidade de São Paulo.

Carlos Marchi, O Estadao de S.Paulo

27 de outubro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.