Denúncia sobre caixa 2 de Furnas é irresponsável, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), seguiu a mesma linha do prefeito da Capital, José Serra (PSDB), ao classificar como "totalmente irresponsável" a informação de que seu nome estaria envolvido num suposto esquema de caixa 2 com Furnas Centrais Elétricas. Ele disse que pretende tomar as medidas judiciais cabíveis para contestar a informação e ressaltou que a lista que está em poder da Polícia Federal é certamente falsa."Falsificação grosseira. Isso aí lembra o dossiê Cayman", disse, em uma referência ao falso dossiê divulgado em 1998 e que fazia ligações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e outros tucanos, como o prefeito Serra, em operações ilegais no paraíso fiscal de Cayman. "Vamos agir duro, no sentido de coibir esse tipo de coisa, não tem a menor procedência".O governador ressaltou que tal lista já estava circulando há meses na Internet. Perguntado sobre se acredita que o documento pode ter sido elaborado por partidos adversários, em função das eleições deste ano, Alckmin preferiu dizer que é necessário aguardar a conclusão das investigações, antes de fazer um julgamento sobre o assunto.Alckmin deu a entender que não se deixará intimidar pela divulgação de informações como esta, em sua pré-campanha à presidência da República. "Eu não tenho medo de cara feia", disse o governador, em resposta à idéia de que a divulgação de listas contendo dados ligados à corrupção poderá guiar o tom da campanha eleitoral deste ano. "Agora, lugar de calúnia é no tribunal."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.