Denúncia não atrapalha comemoração do PT, diz Dulci

O ministro Luiz Dulci, chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, considera que a reportagem da revista Época sobre uma negociação de propina entre um bicheiro e o subchefe de Assuntos Parlamentares da Presidência, Waldomiro Diniz, não estraga a comemoração pelos 24 anos do PT. "O PT tem todos os motivos para comemorar com orgulho, o que não significa que não possa ter falhas, e, se tem falhas, tem que corrigir", afirmou.Dulci não quis comentar a denúncia em si, argumentando não ter lido a reportagem nem ter tido qualquer outra informação sobre o caso, mas disse que "certamente o governo avaliou e tomou decisões". De acordo com o ministro, o PT tem um acervo de realizações ao longo desses 24 anos em prol das democracias política, econômica e de moralização, que é reconhecido até pelos adversários. "Não significa que nunca houve falhas, mas fomos capazes de identificar problemas e resolvê-los", afirmou.O ministro disse várias vezes durante entrevista, na Associação Comercial do Rio de Janeiro, que o PT é um partido de esquerda e que mostrou, ao longo do ano passado, que tem "cultura de governo". Disse também que o PT mudou porque o Brasil, a economia e o mundo mudaram. "Nosso esforço é para dar respostas novas a problemas novos", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.