Denúncia de espionagem é 'supresa negativa', diz Raupp

Na tarde desta segunda-feira, o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, demonstrou "preocupação" com as denúncias de espionagem. O ministro classificou as denúncias como uma "surpresa negativa".

ANTONIO PITA, Agência Estado

08 de julho de 2013 | 18h41

Nesta segunda, o jornal "O Globo" noticiou que documentos secretos informam a presença de uma base de espionagem por satélite dos Estados Unidos no Brasil. A reportagem assegura que equipes de duas agências americanas de inteligência atuaram em conjunto pra coletar dados, em Brasília.

"É uma coisa que não dá para imaginar. Como é em Brasília, talvez o foco seja político. Ainda não conheço detalhes, mas surpreende de maneira negativa", afirmou.

Segundo Raupp, o ministério deve procurar as empresas sediadas no País, como Google e Facebook, juntamente com o Ministério das Comunicações. "Vamos buscar essas empresas. Isso é função do ministro das comunicações. Ainda não conversei com o Paulo Bernardo, mas estamos acertados para fazer uma ação comum, para já. Vamos ver como podemos garantir mais segurança, criando banco de dados nacionais que nós tenhamos mais controle. Instituições responsáveis por armazenamento e que a gente administre e proteja."

Tudo o que sabemos sobre:
espionagemRaupp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.