Demóstenes será relator do projeto Ficha Limpa na CCJ do Senado

Senador observou que o projeto é prioritário na pauta nacional por causa da proximidade das eleições

Carol Pires, do estadão.com.br

12 Maio 2010 | 16h00

BRASÍLIA - O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) informou, há pouco, em entrevista à Agência Estado, que relatará o projeto Ficha Limpa na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Como presidente da comissão, Demóstenes tem a prerrogativa de indicar os relatores dos projetos e também avocar para si a relatoria que quiser.

 

Veja também:

 Ouça a íntegra do debate que reunião ONGs pró-Ficha Limpa no 'Estadão'

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gif Conheça o projeto 'Ficha Limpa'

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gif Íntegra do projeto Ficha Limpa

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gif Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por Ato de Improbidade Administrativa --  Sistema de consulta de políticos processados e condenados por improbidade

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gif Leia tudo o que foi publicado sobre o Ficha Limpa

 

O senador observou que o projeto é prioritário na pauta nacional por causa da proximidade das eleições e, ao relatar a proposta, evitará atrasos. "Eu mesmo relatarei o projeto para não ter enrolação, para fazer rápido", afirmou o senador, que disse ser favorável ao projeto da forma como foi aprovado pela Câmara, sem alterações. Caso o projeto seja alterado no Senado, precisará de uma nova rodada de votação na Câmara.

 

De acordo com ele, se possível, o projeto será votado na CCJ já na próxima quarta-feira, dia em que a comissão se reúne semanalmente. Demóstenes avaliou ainda que, se o projeto for aprovado antes de 5 de junho, poderá valer já para as eleições de outubro, uma vez que as convenções começam no dia 10 do próximo mês. O mesmo entendimento é defendido pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante. "Como trata de inelegibilidade, pode entrar em vigor a qualquer momento", disse.

Mais conteúdo sobre:
Demóstenes relator Ficha Limpa CCJ Senado

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.