Demóstenes inicia depoimento à PF sobre grampo

Delegado investiga autoria do grampo que gravou uma conversa do senador com o presidente do STF

AE, Agencia Estado

04 de setembro de 2008 | 10h46

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) iniciou na manhã desta quinta-feira, 4,  o depoimento ao delegado da Polícia Federal William Murad, que investiga a autoria do grampo telefônico que gravou uma conversa do senador com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF),  Gilmar Mendes, em julho passado.  Veja Também:Entenda as acusações de envolvimento da Abin com grampos  Especial explica a Operação Satiagraha Multimídia: As prisões de Daniel Dantas Lula manda investigar compra de 'maleta de grampo' na AbinA pedido do senador, o depoimento está sendo feito em seu gabinete. Um pouco antes do início do depoimento, Demóstenes recebeu um telefonema do presidente da Casa, Garibaldi Alves (PMDB-RN), comunicando que policiais federais estão inspecionando o prédio para investigar a existência ou não de grampos telefônicos no Senado.

Tudo o que sabemos sobre:
gramposDemóstenes Torres

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.