Democracia perde um dos seus construtores, diz Guimarães

O vice-presidente do PT, deputado José Guimarães (CE), afirmou nesta quarta-feira que está em estado de choque com a notícia da morte do candidato à Presidência pelo PSB, Eduardo Campos. "A democracia brasileira perde um dos seus construtores", disse o petista.

RICARDO DELLA COLETTA, Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2014 | 14h21

De acordo com ele, figuras como Miguel Arraes (avô de Campos), Leonel Brizola e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, além da "nova geração do PT" e de Eduardo Campos, foram os responsáveis pelas mudanças pelas quais o País passou nos últimos anos. "É uma perda sem fim", concluiu.

Ele disse que recebeu a notícia ao lado do presidente do PT, Rui Falcão, que acompanhava no Ceará os preparativos para o lançamento do comitê de campanha da presidente Dilma Rousseff em Fortaleza. Agendado para o final desta tarde, o evento foi cancelado.

Mais conteúdo sobre:
Eduardo CamposJosé Guimarães

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.