Demes e Virgílio continuam em comissão da reforma tributária

Os deputados Mussa Demes (PFL-PI) e Virgílio Guimarães (PT-MG) serão mantidos na comissão especial da reforma tributária, respectivamente como presidente e relator. Os dois parlamentares já comandam, atualmente, uma comissão especial informal que está debatendo o assunto, e Demes foi o relator da reforma tributária proposta pelo governo Fernando Henrique, na comissão especial da Câmara que analisou a matéria, na época. O vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Professor Luizinho (PT-SP) informou que os líderes dos partidos deverão fazer algumas mudanças na composição da comissão. De acordo com o regimento da Câmara, o presidente da Casa, deputado João Paulo Cunha (PT-SP), tem que instituir a comissão especial até dois dias depois da aprovação da proposta de emenda constitucional pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o que ocorreu hoje com a reforma tributária. O vice-líder adiantou também que, em relação à comissão especial que vai examinar a reforma da Previdência, deverá ser adotado o mesmo procedimento adotado na reforma tributária. Ou seja, deverão ser mantidos os deputados Roberto Brant (PFL-MG) na presidência da comissão especial e José Pimentel (PT-CE) na relatoria, cargos que já ocupam na comissão informal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.