DEM vai ao TSE para reaver mandatos de seis 'infiéis'

Partido tem um novo nome na lista, o do deputado federal Walter Brito, que assumiu no lugar de Cunha Lima

Felipe Recondo, do Estadão,

05 de novembro de 2007 | 14h48

O DEM irá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira, 5, para pedir de volta os mandatos de parlamentares que se elegeram pelo partido, mas depois abandonaram a legenda.  Serão ao todo seis ações. O DEM pedirá de volta os mandatos de Gervásio Silva (SC), que migrou para o PSDB, e de Jusmari Oliveira (BA), que trocou o DEM pelo PR. E de três senadores que deixaram o partido neste ano: César Borges (PR-BA), Edson Lobão (PMDB-MA) e Romeu Tuma (PTB-SP).  O novo nome na lista do DEM é de Walter Brito Neto, de 25 anos, que assumiu na última quinta-feira o mandato de deputado federal no lugar de Ronaldo Cunha Lima (PSDB-PB), que renunciou um dia antes para evitar que fosse condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por tentativa de assassinato.  Brito disputou as eleições e conseguiu a suplência pelo PFL (atual DEM). Mas, em outubro, sete meses depois de o TSE garantir a titularidade dos mandatos de "infiéis" às legendas, ele trocou o DEM pelo PRB.       

Tudo o que sabemos sobre:
Fidelidade partidária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.