DEM vai ao TSE contra Lula por propaganda eleitoral

O partido Democratas vai pedir hoje ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a abertura de investigação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por uso indevido de palanques para propaganda eleitoral. Segundo o advogado do partido, Admar Gonzaga, o presidente Lula está utilizando a máquina pública para a promoção de aliados, nas viagens de lançamento do programa "Territórios da Cidadania" e para ataques "contundentes" à oposição. "A ilegalidade da atuação é flagrante e esbarra em diversos dispositivos da legislação, que vai da propaganda eleitoral antecipada, passa pelo abuso do poder político e chega àquilo que a Lei 11.300/06 consignou como conduta de alta gravidade, qual seja, a distribuição gratuita de benefícios pela administração pública em ano eleitoral", afirma o advogado, no site do DEM, na internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.