DEM vai ao STF contra Chinaglia

O suplente de deputado Major Fábio e um dos advogados do DEM ingressaram ontem no STF com ação contestando a resistência do presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), de empossá-lo no lugar de Walter Britto Neto (PRB-PB), punido pelo TSE por infidelidade partidária. Eles pedem concessão de liminar e envio do caso ao Ministério Público Federal para que avalie se Chinaglia cometeu algum crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.