DEM exige indicação de vice-presidente na chapa tucana

Candidato do PSDB afirmou que continua firme na nomeação de Álvaro Dias, de seu partido

Luciana Nunes Leal e Gabriela Moreira,

26 de junho de 2010 | 19h53

RIO - O presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (Rio), deixou claro na noite deste sábado, 24, que não pretende voltar atrás na exigência de que o partido indique o candidato a vice de José Serra (PSDB).

 

Veja também:

linkPSDB mantém escolha do senador Álvaro Dias para vice de José Serra

linkPresidente do PPS critica DEM por resistir à escolha

linkSenador já foi acusado de traição e expulso

linkAssociação com Lula impulsiona avanço de Dilma

video O desempenho de Marina na pesquisa CNI/Ibope

blog As notícias do blog Radar Político

 

Maia anunciou que, se necessário, levará o confronto até a convenção nacional do DEM na quarta-feira. O partido, afirmou, vai esperar até lá que Serra indique um nome do DEM. Caso contrário, o próprio partido fará a indicação.

 

"Vamos esperar que ele indique. Se ele não indicar vamos aprovar o nosso nome na convenção do dia 30", afirmou Maia. Questionado sobre como se resolveria o impasse, já que o PSDB tem outro candidato - o senador Álvaro Dias (PSDB-PR)-Rodrigo Maia respondeu: "Pergunte ao advogado do PSDB. Na convenção, vamos aprovar apoio ao Serra com candidato a vice do DEM."

 

Maia não foi na noite de sábado à convenção nacional do PPS que formalizou o apoio à Serra. "Estou cheio de coisas para fazer, atrás de voto para mim", afirmou o deputado, que é candidato a reeleição.

 

Serra avisou nesta noite, em telefonema ao presidente do PPS, Roberto Freire, que não iria à convenção nacional do partido que vai formalizar a aliança de oposição na disputa presidencial. Freire comunicou a plateia da convenção a ausência de Serra. Segundo o presidente do PPS, Serra "mandou dizer que está firme e não vai se submeter a imposições de quem quer que seja."

 

Desde sexta a campanha de Serra vive uma crise interna por causa da escolha do candidato a vice. O PSDB indicou Dias, mas o DEM, outro partido aliado, rejeito a indicação e exige que o candidato a vice seja um democrata.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.