DEM defende reforma tributária 'em favor do contribuinte'

O presidente do Democratas, deputado Rodrigo Maia (RJ), afirmou que a reforma tributária tem que prever uma redução da carga dos impostos e contribuições, em favor do contribuinte. "Espero que não seja neutra, mas que seja em favor do contribuinte", disse o deputado, ao chegar ao Ministério da Fazenda para uma reunião com o ministro Guido Mantega, presidentes e líderes dos partidos de oposição. O deputado disse ainda que o DEM está aberto para o diálogo, mas que a redução da carga tributária tem que ser um compromisso de todos, incluindo dos Estados. Ele falou que se a proposta for fatiada no Congresso, ela não será aprovada. "Se for fatiada, não vota nada", afirmou. "A linha maior do partido é a redução da carga tributária e diminuição do tamanho do Estado. Essa é a nossa base inicial de trabalho", afirmou. Segundo ele, se a reforma tributária não tratar esses dois assuntos não será uma reforma tributária em favor do contribuinte, mas sim em favor do governo. "Isso não podemos aceitar", afirmou.O líder do PPS na Câmara dos Deputados, Fernando Coruja (SC), disse que o governo precisa apresentar os cálculos e o impacto da reforma nas contas públicas. Segundo ele, em princípio o partido é a favor da reforma tributária, mas avaliou que a proposta pode desviar a atenção do Congresso Nacional em torno da CPI dos cartões corporativos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.