DEM critica tributação da caderneta de poupança

O presidente do Democratas (DEM), deputado Rodrigo Maia (RJ), criticou, em nota à imprensa, a decisão do governo Luiz Inácio Lula da Silva de tributar os rendimentos da caderneta de poupança com depósitos acima de R$ 50 mil a partir de 2010, se a taxa básica de juros, a Selic, ficar abaixo dos atuais 10,50% ao ano. "O Democratas é contra a criação de impostos", enfatizou.

AE, Agencia Estado

13 de maio de 2009 | 16h25

Com relação à possibilidade de redução do imposto de renda para aplicações em fundos de investimento, Maia advertiu que a medida poderá provocar queda na arrecadação dos Estados e municípios, já que o imposto de renda é um tributo compartilhado. A proposta do Executivo será enviada ao Congresso.

Tudo o que sabemos sobre:
DEMcaderneta de poupança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.