DEM cobra lista de gastos com encontro de prefeitos

Os ministros da Fazenda, Guido Mantega, das Cidades, Márcio Fortes, da Indústria e Comércio, Miguel Jorge, e de Minas e Energia, Edison Lobão, terão de informar à Câmara os gastos de suas pastas e de empresas e órgãos ligados a elas - como Petrobrás, Banco do Brasil e BNDES - com o encontro de prefeitos em Brasília, ocorrido na semana passada.O DEM formalizou na Câmara requerimento de informação que deverá ser respondido no prazo de 30 dias. Os dados poderão servir de base para uma nova ação do partido contra o governo.Reportagem publicada pelo Estado na quarta-feira revelou que o governo omitiu pelo menos R$ 1,35 milhão do valor dos gastos com o evento. "Queremos saber quanto custou essa farra em Brasília para promover um grande comício em benefício da candidata Dilma Rousseff (ministra da Casa Civil)", afirmou o líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO).O ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, disse que estranha a "politização" em torno do evento. "Foi um encontro de trabalho para enfrentar a crise", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.