Delta recebeu R$ 70 milhões de Palmas, diz Raul Filho

O prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), afirmou em depoimento à CPI do Cachoeira nesta terça-feira, que a Delta Construções recebeu até agora R$ 70 milhões em recursos da Prefeitura para cuidar da coleta de lixo na capital tocantinense desde 2005. A empreiteira é suspeita de ligação com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

RICARDO BRITO, Agência Estado

10 de julho de 2012 | 13h15

Segundo Raul Filho, a empreiteira teve seis contratos com a prefeitura. O primeiro, de R$ 11,5 milhões, foi feito por meio de licitação pública. Outros quatro emergenciais, com dispensa de licitação, nos valores de R$ 6,7 milhões, R$ 7 milhões, R$ 8,1 milhões e R$ 8,3 milhões, respectivamente, e o último, em vigor, e por meio de concorrência pública, de R$ 71 milhões - que teve 50% executados e efetivamente pagos até o momento, informou.

Questionado pelo relator da CPI, deputado Odair Cunha (PT-MG), se a Delta tinha outros contratos, o prefeito disse que não se recordava. Sobre as irregularidades apontadas pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas do Estado sobre o contrato, como preços inexequíveis e fiscalização inadequada, por exemplo, Raul Filho disse apenas que "o orçamento previsto para o contrato era insuficiente para atender a uma cidade que cresce de forma galopante".

O prefeito já tinha negado anteriormente qualquer favorecimento à Delta.

Tudo o que sabemos sobre:
CPICacheoiraPalmas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.