Delegados da PF vão conferir documentos da CPI do Cachoeira

Checagem dos chefes das operações Vegas e Monte Carlo ocorre nesta quinta-feira

Agência Câmara

09 de maio de 2012 | 14h03

BRASÍLIA - Os delegados responsáveis pelos inquéritos das operações Vegas e Monte Carlo devem comparecer ao Senado nesta quinta-feira, 10, para conferir se os volumes relativos às investigações remetidos pela Justiça incluem tudo o que foi produzido pela Polícia Federal.

 

A informação foi concedida pelo senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga as relações do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com agentes públicos e privados. "É apenas uma checagem, digamos, uma certificação de tudo aquilo que eles já conhecem", explicou Vital do Rêgo.

 

Segundo o senador, integrantes da CPI serão convidados para acompanhar a verificação a ser feita pelo delegado Raul Alexandre Marques de Souza, responsável pela Operação Vegas, ouvido pela comissão na última terça, e Matheus Mella Rodrigues, responsável pela Operação Monte Carlo.

 

Questionado sobre o motivo da checagem, o relator da CPI, deputado Odair Cunha (PT-MG), afirmou que autoridades podem, em algum momento, ter filtrado as informações. "Essas documentações vão passando por crivos e por filtros e é possível que, em algum momento, alguma autoridade tenha deixado alguma coisa de fora. Nós precisamos investigar", afirmou.

 

A conferência dos dados está marcada para as 9h, na sala-cofre onde são mantidos os documentos para acesso dos integrantes da CPI. Logo depois, às 10h, a comissão ouve, em reunião secreta, o delegado Matheus Mella Rodrigues e os procuradores da República Daniel de Rezende Salgado e Lea Batista de Oliveira, responsáveis pela investigação da Operação Monte Carlo, que resultou na prisão de Carlinhos Cachoeira, apontado como chefe da organização investigada. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.