Delegado vai indiciar 825 sem-terra por invasão no RS

O delegado Danilo Flores, de Carazinho, disse que vai indiciar pelo menos 825 sem-terra que participaram da invasão da Fazenda Coqueiros, em Coqueiros do Sul, no dia 28 de fevereiro. Entre as pessoas já identificadas como integrantes do grupo que entrou na propriedade rural e se apropriou da madeira de uma serraria para construir barracos estão 22 homens com antecedentes criminais. Outros 25 não tinham documentos de identidade.O inquérito ainda não está concluído e pode sofrer alterações nos próximos dias. Flores admite que tem dificuldades, como falta de recursos, para acelerar um trabalho que envolve a investigação das atividades de muitas pessoas. Mas já revelou a convicção de que poderá acusar o grupo de invasão de terra, formação de quadrilha, furto, roubo, cárcere privado de funcionários da fazenda e dano ao meio ambiente e ao patrimônio particular.Mesmo que tenham saído da Coqueiros no dia 11 de março, cumprindo ordem judicial, os sem-terra mantêm a fazenda sob pressão. Eles montaram dois acampamentos em terrenos arrendados, mas vizinhos à propriedade rural. Estão sob suspeita de terem queimado duas lavouras de soja e assumiram a derrubada de pinheiros americanos que haviam sido plantados à beira de uma estrada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.