Delegado confirma convite para preparar dossiê

A montagem de uma força-tarefa a pedido do comitê de campanha da pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, para espionar seu rival do PSDB, José Serra, foi confirmada pelo delegado aposentado da Polícia Federal Onézimo Sousa. Seu relato, em entrevista à revista Veja, confirma todos os passos da negociação, revelados hoje pelo jornal O Estado de S.Paulo.

AE, Agência Estado

05 de junho de 2010 | 15h17

Dono de uma pequena empresa de segurança instalada em Brasília, Onésimo foi indicado para integrar o grupo de espionagem pelo sargento da reserva Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, ex-integrante do serviço secreto da Aeronáutica. Apontado como o chefe do grupo de espionagem, o delegado aposentado afirmou a Veja, contudo, que sua atuação se restringiu a uma reunião de planejamento com representantes do comitê petista. Alegou que a proposta era inaceitável, pois ele divergia "cabalmente quanto à metodologia e ao direcionamento dos trabalhos a ser ali executados".

Tudo o que sabemos sobre:
ArapongaOnézimoVeja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.