DIDA SAMPAIO/ESTADAO
DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Delcídio Amaral recebe visita de filha e assessor

Senador tem recebido seu advogado, seus assessores e família, porém, companheiros do PT e do Senado ainda não o visitaram

Luísa Martins e Dida Sampaio , O Estado de S. Paulo

29 Novembro 2015 | 20h28

BRASÍLIA - O senador Delcídio Amaral (PT-MS) recebeu na tarde deste domingo, 29, visitas de sua filha mais velha, Maria Eduarda Amaral, e de seu assessor de comunicação, Eduardo Marzagão. Eles ficaram por duas horas e vinte minutos na Superintendência da Polícia Federal, onde o político ocupa uma sala desde quarta-feira, quando foi preso.

O assessor levou uma sacola de roupas e um terno. Na saída, com os vidros do carro fechados, ele e Maria Eduarda não quiseram dar entrevista. Uma hora depois, Marzagão voltou à Superintendência da PF, novamente com uma sacola.

Preso em ação autorizada pelo Supremo Tribunal Federal por atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato, Delcídio tem recebido seu advogado, seus assessores e sua família, que levam mudas de roupa e comida - na sexta-feira, esteve com a mulher, Maika. Porém, companheiros do PT e do Senado não têm aparecido.

No sábado, também em visita ao senador, Marzagão, questionado sobre a possibilidade de um acordo de delação premiada, disse que "não existe nada disso". 

Em nota divulgada na sexta-feira, a assessoria afirma que Delcídio está "abatido, porém sereno e concentrado, junto com os advogados, na formulação de sua defesa com o firme propósito de provar, o quanto antes, a sua inocência."

Mais conteúdo sobre:
Operação Lava Jato Delcídio Amaral

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.