Andre Dusek/Estadão
Andre Dusek/Estadão

Líder do governo diz que Dilma não quer impactar sociedade com impostos

Senador Delcídio Amaral afirmou que 'sentiu a preocupação' da presidente sobre o aumento das taxas

RICARDO BRITO, O Estado de S. Paulo

08 de setembro de 2015 | 18h05

Brasília - O líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), disse nesta terça-feira, 8, que a preocupação da presidente Dilma Rousseff é não impactar a sociedade com um aumento de impostos. "O que senti claramente hoje é que a presidenta Dilma tem preocupação em criar essa ponte sem impactar a sociedade como um todo. E, ao mesmo tempo, não criar processo inflacionário, que é o verdadeiro castigo que um país enfrenta", disse ele, que participou da reunião da coordenação política hoje cedo.

Delcídio não quis se comprometer com declarações dadas em Paris pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, de uma discussão sobre o aumento do imposto de renda para reforçar o caixa. Segundo ele, embora não tenha visto o contexto da afirmação de Levy, todos entendem que é preciso ter uma "solução provisória" para depois se construir medidas estruturais.

Para o líder do governo, a única questão que ele está a par é de que o governo ainda não definiu o caminho. "Temos esse déficit (no orçamento de 2016). Você pode adotar decisão transitória, alguma contribuição transitória que não traga impactos inflacionários, impactos para produção, a partir do momento que escolhe segmento mais específico. E, ao mesmo tempo, apresenta medidas estruturais fortes. Concluindo programas do governo, tentando alongar novas iniciativas, novas obras", destacou.

Tudo o que sabemos sobre:
aumento impostosDelcídio Amaral

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.