Andre Dusek/Estadão
Andre Dusek/Estadão

Líder do governo no Senado diz que referência a panelaço em programa do PT não foi provocação

Para senador Delcídio Amaral, programa foi uma oportunidade para o partido mostrar a inclusão social como a principal marca do governo petista; vídeo veiculado ontem dizia que a gestão do PT "encheu a panela dos brasileiros"

BERNARDO CARAM, O Estado de S. Paulo

07 de agosto de 2015 | 12h29

BRASÍLIA - O uso dos panelaços como referência para elaborar o programa político do PT não foi uma provocação, na avaliação do líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS). Para o senador, foi uma oportunidade para o partido mostrar a inclusão social como a principal marca do governo petista.

Exibido na noite de ontem em rede nacional, o vídeo ironizava os panelaços, dizendo que nos últimos tempos "começaram a dar nova utilidade à panela". O programa afirmava ainda que o governo petista "encheu a panela dos brasileiros".

"Foi uma forma inteligente que o João Santana colocou, principalmente em função do processo de inclusão social que aconteceu no Brasil", disse. "É uma constatação, não é uma provocação." O senador ressaltou que o governo entende os erros que cometeu e trabalha para que sejam feitas as correções.

Tudo o que sabemos sobre:
PTprograma partidáriopanelaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.