Delcídio diz a revista que Lula comandava esquema de corrupção e Dilma sabia

À Veja, senador acusa petistas de tentar obstruir trabalhos da Justiça

Estadão Conteúdo

19 de março de 2016 | 11h53

O senador Delcídio Amaral, ex-líder do governo, disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comandava o esquema de corrupção da Petrobras e que a presidente Dilma Rousseff "sabia de tudo". O relato foi feito em entrevista concedida à revista Veja deste final de semana. Delcídio acusa Lula e Dilma de tentar obstruir os trabalhos da Justiça.

Delcídio, que cumpre prisão domiciliar, também contou que saiu de casa no último domingo, dia 13, para participar dos protestos da Avenida Paulista pelo impeachment da presidente. Ele disse que foi de moto ao evento e que se juntou à multidão sem tirar o capacete, com medo de ser hostilizado pelos participantes.

O ex-petista disse ainda que Lula tentou unir os três poderes "contra as arbitrariedades da Lava-Jato" em meados do ano passado, por julgar que o juiz Sérgio Moro tinha "sequestrado o País", mas que essa tentativa fracassou.

Segundo Delcídio, o ex-ministro da Justiça e agora advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, repassava informações privilegiadas a Dilma, e que Cardozo soube com antecedência da condução coercitiva de Lula, alertando os interessados. "Foi por isso que ele (Cardozo) vazou um dia antes trechos da minha delação premiada", afirma, acrescentando que o governo continua a agir nos bastidores. Segundo declaração de Delcidio à publicação, essa atuação paralela do governo explicaria o fato de o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, não ter sido preso após o vazamento de áudios no qual sinaliza oferecer ajuda financeira a Delcídio para evitar uma delação premiada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.