Delcídio Amaral nega possibilidade de relatório paralelo

Em entrevista à Rádio Eldorado, o presidente da CPI dos Correios, Delcídio Amaral (PT-MS), nega a possibilidade de se fazer um relatório paralelo da comissão. Para ele, o documento representaria uma falta de coordenação e colocaria em cheque o trabalho dos integrantes. O senador do PT afirma que o relatório oficial mostrará o que as investigações revelaram, independente dos envolvidos. OuçaDelcídio Amaral também descarta a hipótese de um acordão. Segundo o senador, os parlamentares não podem perder a oportunidade de mostrar que podem ter credibilidade junto à população. OuçaEstradasDelcídio ressalta que a operação tapa-buraco não passa de uma ação para administrar a crise das rodovias. Para o senador, a medida não irá recuperar as estradas brasileiras. OuçaO Presidente da CPI dos Correios entende que a comissão presta uma contribuição para a sociedade e para a imagem do Congresso Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.