Defesa pede remoção de Kátia Rabelo para BH

O advogado José Carlos Dias, que defende a ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabelo no processo do mensalão, entregou nesta segunda-feira, 18, na Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, pedido para que sua cliente seja removida para Belo Horizonte (MG). Condenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a quase 17 anos de reclusão pelos crimes de formação de quadrilha, gestão fraudulenta, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, Kátia está presa desde o fim de semana na Superintendência da Polícia Federal em Brasília.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

18 de novembro de 2013 | 13h57

"Pela lei a pessoa deve cumprir a pena no local do domicílio. Tenho convicção de que o juiz determinará a remoção dela para Belo Horizonte", disse o advogado. Para ele, a determinação do presidente do STF, Joaquim Barbosa, de trazer para Brasília todos os condenados presos pelo processo mensalão "foi um abuso, um ato de violência".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.