Defesa estuda novas medidas para libertar Arruda

Advogado se reuniu durante uma hora neste sábado com o governador afastado do DF

EQUIPE AE, Agencia Estado

06 de março de 2010 | 18h33

O advogado Thiago Bouza, um dos responsáveis pela defesa do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, disse neste sábado, 6, que passará os próximos dias analisando as medidas cabíveis para libertar o seu cliente.

 

Veja também:

linkSTJ pede autorização para processar Arruda por obstrução à Justiça

linkDeputado voltará à PF na segunda-feira para notificar Arruda

mais imagens 'Masmorra' de Arruda tem frigobar, sofá e ar

 

"A defesa está estudando neste final de semana as medidas judiciais adequadas para retirar e restabelecer ao governador o direito legítimo que tem de se defender em liberdade", afirmou Bouza, que compareceu por volta das 16h deste sábado à Superintendência da Polícia Federal, onde ficou reunido com Arruda por aproximadamente uma hora.

Arruda está preso desde o dia 11 de fevereiro na Polícia Federal, acusado de obstruir as investigações de um suposto esquema de corrupção no Distrito Federal. Durante o dia, apenas Flávia Arruda, esposa do governador afastado, esteve na Polícia Federal para levar o almoço a Arruda. As informações são da Agência Brasil.

Mais conteúdo sobre:
mensalãoDFJosé Roberto Arruda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.