Defesa do consumidor investiga fraude no leite

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, do Ministério da Justiça, começou a investigar a denúncia de que o leite vendido em várias partes do País estaria sendo fraudado. Segundo a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), indústrias de laticínios estariam adicionando soro de queijo, amido e açúcar ao leite longa vida. Segundo o secretário de Direito Econômico, Paulo de Tarso Ribeiro, as primeiras investigações estão sendo feitas com base nas informações prestadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembléia Legislativa de Goiás, única das CPIs instaladas em vários Estados a encaminhar relatório final à SDE. Assim que os demais estados - Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina - encaminharem os seus respectivos relatórios, a SDE vai ampliar as investigações. "Com relação a Goiás, há indício de fraude e pedimos uma averiguação preliminar. Dependendo desse resultado será possível instaurar um processo e encaminhar o assunto para análise do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)", afirmou Ribeiro, ao participar de uma audiência pública na Câmara de Deputados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.