Defesa de Genoino solicita ao STF nova avaliação médica

A defesa de José Genoino ingressará nesta quinta-feira, 28, com uma petição no Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando que o presidente da Corte, Joaquim Barbosa, mande uma junta médica esclarecer as "circunstâncias" da piora do deputado licenciado. Para tanto, os advogados vão usar o laudo produzido pelos médicos da Câmara que, apesar de dizer que Genoino não é portador de cardiopatia grave, conclui que a situação dele se agravou nos últimos três meses.

VERA ROSA, Agência Estado

27 de novembro de 2013 | 23h13

"Em que pese o fato de não haver, no presente momento, a entidade médico-pericial ''cardiopatia grave'' (doença especificada em lei), trata-se de indivíduo sob risco de desenvolver futuros eventos cardiovasculares e progressão da doença", diz um trecho do laudo, a que o Estado teve acesso.

"Nessas circunstâncias, a atividade laboral poderia acarretar riscos de descontrole da pressão arterial que, em associação a anticoagulação inadequada, aumentaria o risco de eventos cardíacos e cerebrais", completa o texto. Para o advogado Marco Aurélio Carvalho, coordenador do Setorial Jurídico do PT, diante desse laudo "o cumprimento da pena em regime domiciliar passa a ser indispensável".

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãoGenoinojunta médica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.