Defesa de ex-sócio de Valério recorre contra condenação no caso do mensalão

Publicitário Cristiano Paz entrou com pedido no STF contestando julgamento por crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato e lavagem de dinheiro

Mariângela Gallucci - O Estado de S. Paulo

30 Abril 2013 | 18h41

A defesa do publicitário Cristiano Paz protocolou nesta terça-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) um recurso no qual contestam a condenação dele pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato e lavagem de dinheiro.

Ex-sócio do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, Paz foi condenado por envolvimento com o esquema do mensalão a penas que totalizam 25 anos, 11 meses e 20 dias de reclusão.

O recurso de Paz foi o terceiro a chegar ao STF. Antes dele, recorreram o advogado Rogério Tolentino e o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP).

Mais conteúdo sobre:
Mensalão advogados Cristiano Paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.