Defesa Civil aguarda laudos para volta de moradores

O chefe da Defesa Civil de Santos (SP), Daniel Onias, disse nesta quinta-feira que aguarda ainda hoje os laudos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e de engenheiros da prefeitura sobre riscos da estrutura dos imóveis atingidos pela queda do avião que transportava o candidato à Presidência, Eduardo Campos (PSB), no Boqueirão, bairro central de Santos. Ele disse que neste momento ocorrem trabalhos de limpeza nas áreas já liberadas pelos peritos.

WLADIMIR DANDRADE, Estadão Conteúdo

14 de agosto de 2014 | 17h45

Os documentos do IPT poderão liberar o retorno de moradores. Mas, dos dez imóveis interditados, somente sete deverão ser liberados nas próximas horas. Uma academia e dois apartamentos deverão permanecer fechados.

O chefe da Defesa Civil de Santos afirmou que os três imóveis que ficarão interditados foram os que mais sofreram avarias na queda do Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, que matou Campos e mais seis pessoas, ontem. De acordo com Onias, os proprietários terão de realizar obras e apresentar um laudo que ateste a segurança dos imóveis antes da liberação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.