Declarações causam protestos na instituição

"É um equívoco do ministro (Gilmar Mendes) falar que existe um trabalho mancomunado do Ministério Público com a polícia", disse o subprocurador-geral da República Wagner Gonçalves, coordenador da 2.ª Câmara Criminal do Ministério Público Federal. "Há necessidade de se respeitar as instituições. Opiniões nesse nível sempre geram injustiças.   Entenda a operação da PF que atingiu a construtora Camargo CorrêaReconhecemos falhas no controle externo, mas estamos num processo de aperfeiçoamento."Para Gonçalves, o presidente do STF "desconhece o que vem sendo feito" em controle externo.O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, não quis comentar.O promotor de Justiça José Reinaldo Guimarães Carneiro, secretário-executivo do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), destacou que "o controle externo é uma garantia expressamente consagrada na Constituição e vem sendo exercido com efetividade pelo MPF e pelo Ministério Público de todos os Estados."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.