Decisão sobre saída do PSB será dos deputados, diz Cid

O governador do Ceará, Cid Gomes, passou a decisão de sair do PSB para os deputados estaduais e federais que vão de candidatar em 2014. "Eles é que vão decidir. Eu vou procurar compartilhar que tenho e eles vão decidir qual o caminho que deve ser seguido", disse Cid Gomes na noite desta terça-feira, 24, ao chegar na sede do PSB para resolver com os parlamentares a questão.

LAURIBERTO BRAGA, Agência Estado

25 de setembro de 2013 | 01h37

"Eu acompanho os deputados. O que eles decidirem eu acompanho", destacou Cid. Estavam reunidos com Cid Gomes além dos deputados, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB). Cid já demonstrando que vai sair do PSB informou que o grupo dele não deve ir para o PROS, oficializado pelo TSE nesta terça.

"Era um partido que a gente vinha conversando, mas para deputados de oposição que não estavam insatisfeitos em seus partidos e não uma opção de saída nossa do PSB. Aqui no PSB eu conversei com o Eduardo Campos e a decisão que deveremos tomar deve ser pacífica entre a direção estadual e a nacional. O entendimento que fiz com o Eduardo é que se decisão for de sair não haverá uma posição de conflito junto a nacional. Obvio se ficar vamos apoiá-lo", disse.

Sobre o convite feito por membros da Executiva Nacional para o ingresso da presidente estadual do PT Ceará, ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins para ingresso no PSB, Cid disse que vê o movimento como uma "hostilidade".

Mais conteúdo sobre:
Cid GomessaídaPSBdeputados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.