Decisão do STF 'valoriza vida pública', diz Aécio

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), considerou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre fidelidade partidária um avanço e disse que a medida "valoriza a vida pública", permitindo uma "reconciliação do eleitor com seu representante". "Porque as frustrações são imensas no momento em que essa dança de cadeiras, sempre na direção de quem está no poder, se alarga pelo País", avaliou.Ex-presidente da Câmara dos Deputados, Aécio lamentou que a medida não tenha sido adotada por votação Congresso Nacional. "Era a Casa adequada para se fazer. Não se fez lá, que se faça no Supremo". Ele também lamentou que não esteja em vigor a cláusula de barreira ou cláusula de desempenho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.