Decisão do STF melhora imagem do Brasil, diz consultor

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de abrir um processo criminal contra os 40 acusados do mensalão pode, no longo prazo, ter um impacto positivo na imagem externa do Brasil, pois sinaliza uma postura do País menos leniente com a suspeitas de corrupção em altas esferas do poder. Mas, segundo a avaliação do responsável pelo Brasil na consultoria Control Risks, Alejandro Chacoff, isso vai depender do andamento desse processo e de sinais mais consistentes em se combater a corrupção no país, em todos os níveis.A corrupção, ao lado da burocracia, elevada tributação e confusa regulamentação, é um dos problemas mais citados por investidores estrangeiros quando questionados sobre os problemas que inibem uma aposta maior no País. "No longo prazo, essa decisão do STF é um precedente positivo, pois é uma das poucas vezes que vemos na história do País pessoas ligadas ao governo do dia sendo submetidas a esse tipo de avaliação", disse Chacoff à Agência Estado. "O processo reforça a percepção de que pode haver independência do Judiciário." Além disso, observou o analista, a decisão do STF ocorreu num período no qual a atenção da imprensa não estava concentrada no assunto. "Apesar da menor pressão menor da imprensa, o assunto foi encaminhado adequadamente."CautelaChacoff, no entanto, observou ser necessário se manter uma boa dose de cautela com as perspectivas do progresso do processo. "A notória lentidão da Justiça brasileira poderá ser um empecilho, alimentando o ditado popular que tudo acaba em pizza", disse. "Temos que esperar para ver."Segundo o analista, o impacto imediato da decisão do STF pode ser visto por alguns investidores até como negativo, pois alimentaria temores do caso prejudicar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Mas esse risco é mínimo e Lula já superou sua prova de foco no caso mensalão ao ser reeleito no ano passado", disse. "Apesar de atingir o coração do PT, a imagem do presidente passou ao largo dessa questão." Além disso, salientou, o combate à corrupção no Brasil requer esforço. "Hoje, prevalece ainda a percepção de que a corrupção no País é endêmica", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.