Decisão do Copom decepciona Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), criticou a manutenção da taxa de juros no atual patamar, de 19%. "Confesso que fiquei decepcionado com a decisão do Copom de não diminuir a taxa de juros. Precisa avançar mais. Ao menos, sinalizar para baixo", afirmou Alckmin. Na avaliação dele, houve excesso de zelo. "Acredito que tenha sido uma medida de precaução por causa da crise na Argentina", completou. Alckmin alertou, no entanto, que é necessário iniciar um processo de redução de juros. "Até porque as respostas não são imediatas." Na opinião dele, a decisão de manter a atual taxa de juros, deixando para 2002 uma possível diminuição, não está ligada ao cenário eleitoral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.