Decisão do Congresso abre vagas para o PSD na CPI

Projeto aumenta o número de vagas do partido em comissões mistas; os deputados César Halum (TO) e Armando Vergilio (GO) serão titulares na CPI do Cachoeira

Eduardo Bresciani, do estadão.com.br

17 de julho de 2012 | 17h00

O plenário do Congresso Nacional aprovou um projeto de resolução que abre vagas em comissões mistas para serem ocupadas por parlamentares do PSD. O projeto aumenta em 10% até 2015 o número de vagas nessas comissões para atender à nova legenda. Com isso, o novo partido vai indicar dois deputados para a CPI do Cachoeira.

O líder do PSD na Câmara, deputado Guilherme Campos (SP), indicou como titulares os deputados César Halum (TO) e Armando Vergílio (GO). Vergílio chegou a ser secretário no governo de Marconi Perillo (PSDB-GO), um dos investigados pela comissão. Como suplentes foram indicados pelo PSD os deputados Roberto Santiago (SP) e José Carlos Araújo (BA).

"O deputado do PSD não é de segunda categoria e precisa exercer sua função em plenitude", argumentou Campos para defender a ampliação de vagas. Além da CPI, os deputados do PSD passarão a ter presença também na Comissão Mista de Orçamento (CMO).

Tudo o que sabemos sobre:
CPICachoeiraPSD

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.