Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Decisão de manter prisão de Delcídio não alegra a ninguém, diz Aécio

Na interpretação do tucano números da votação não representam torcida pela condenação do senador

O Estado de S.Paulo

25 Novembro 2015 | 22h10

BRASÍLIA - Após decisão do Senado nesta  quarta-feira, 25, pela manutenção da prisão do senador Delcídio Amaral (PT-MS), determinada pelo Superior Tribunal Federal (STF), o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou que o resultado era esperado, mas que não é comemorada pela oposição. "A decisão não poderia ser diferente à luz da Constituição, mas é uma decisão que não alegra a ninguém, nem a nós da oposição."

O senador tucano também lamentou pelos familiares de Delcídio. "Meus olhos estão voltados agora para a família dele, que deve estar sofrendo neste momento." Mas Aécio também argumentou que, devido à gravidade das denúncias, era muito difícil que o conjunto Senado contrariasse a decisão do STF.

A votação foi expressiva, com 59 votos a favor e apenas 13 contra a manutenção da prisão de Delcídio. Na interpretação de Aécio, entretanto, os números não representam torcida pela condenação do senador. "Acho que é o sentimento dos senadores e de preservação da própria instituição, não é uma torcida para que ele tenha uma condenação. Acho que o sentimento que move Senado é quase que de auto preservação."

Aécio Neves também deixou claro que espera que Delcídio tenha a oportunidade de apresentar sua defesa. "Cabe agora ao STF definir que tipo de prisão ou cerceamento da liberdade que ele terá daqui por diante."

Mais conteúdo sobre:
STF PSDB Aécio Neves

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.