Decisão da Raposa deve sair nesta 5ª, diz presidente do STF

'Temos algumas divergências, mas eu creio que já há um certo consenso em relação ao modelo proposto'

Agência Brasil,

19 de março de 2009 | 14h32

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, disse que a decisão definitiva sobre a constitucionalidade da demarcação contínua da reserva indígena Raposa Serra do Sol (RR) deve sair ainda nesta quinta-feira, 19.

 

Veja Também:

video Assista aos votos dos ministros

mais imagens Galeria de fotos da sessão no STF

blog Blog: acompanhe ao vivo o julgamento

forumVocê é contra ou a favor da demarcação contínua?

especialA disputa pela Raposa Serra do Sol 

especialEntenda a sessão do STF e veja como votaram os ministros em outras questões 

documentoLeia a íntegra do voto do relator, a favor da demarcação contínua 

documentoLeia a íntegra do voto de Marco Aurélio Mello, contra a demarcação contínua 

linkPF já tem plano para retirada de arrozeiros da Raposa

linkArrozeiros ainda veem possibilidade de permanência na Raposa

 

Gilmar Mendes afirmou que deverá também haver discussão sobre questões como a desocupação dos não-índios e sobre que autoridades estarão aptas a executar esse trabalho. "Temos algumas divergências, mas eu creio que já há um certo consenso em relação ao modelo proposto no voto do ministro Menezes Direito quanto ao desenho do novo estatuto da terra indígena, que valerá para a Raposa Serra do Sol e balizará as novas demarcações, inclusive aquelas em andamento", disse o presidente do Supremo durante visita à Câmara dos Deputados.

 

O STF retoma o julgamento sobre a legalidade da demarcação nesta tarde, com o voto de Gilmar Mendes, o único ministro que ainda não manifestou seu posicionamento. Até agora, nove ministros votaram a favor e um, Marco Aurélio Mello, votou pela anulação da demarcação.

Tudo o que sabemos sobre:
Raposa Serra do SolSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.