Debate sobre reforma trabalhista expõe resistências

Os debates travados hoje na Comissão Especial da Reforma Sindical e Trabalhista deixaram claro que não vai ser fácil aprovar a reforma sindical, cuja proposta foi concluída pelo Fórum Nacional do Trabalho. O ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, que participou do debate, apresentou a proposta elaborada pelo Fórum. Os parlamentares reagiram com críticas, entre eles, Tarcísio Zimmermann (PT-RS). Ele classificou como complexo o mecanismo proposto para medir a representatividade dos sindicatos. Mesmo com as resistências, o ministro disse que compreendia a reação. "Toda mudança enfrenta resistências", argumentou Berzoini, que defendeu a proposta como resultado de uma ampla negociação mediada pelo governo. Para o ministro, este é o grande mérito da proposta que será encaminhada ao Congresso Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.