De secretário a vice da Leão & Leão

Fundador do PT em Osasco (Grande São Paulo), Rogério Buratti foi assessor, em 1987, do então deputado José Dirceu na Assembléia de São Paulo.Na primeira gestão Antonio Palocci em Ribeirão Preto (1993/1996), ele ocupou o cargo de secretário de Governo. Em 1994, foi exonerado após suspeita de ligações com uma empreiteira, o que não ficou provado.Em 1999, assumiu a vice-presidência da Leão & Leão, maior financiadora da campanha que, no ano seguinte, reconduziu Palocci à prefeitura. Em 2004, ele saiu da Leão, após ser acusado por dirigentes da Gtech de ter extorquido a empresa na renovação do contrato com a Caixa Econômica Federal. Buratti teria exigido R$ 6 milhões da Gtech, que negou ter pago propina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.