De novo, ex-suplente é relator

Pela terceira vez um ex-suplente é convocado para comandar investigação sobre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Depois de Wellington Salgado (PMDB-MG), relator por um dia do processo sobre pagamentos feitos à jornalista Mônica Veloso, e de Sibá Machado (PT-AC), que presidiu o Conselho de Ética da Casa e foi afastado por pressão do próprio Renan, desta vez o ex-suplente João Pedro (PT-AM) foi indicado relator do processo sobre a venda à Schincariol da fábrica de refrigerantes da qual Renan era sócio. Há suspeitas de que o senador ajudou a cervejaria a negociar dívidas com órgãos federais. Até ontem à noite, João Pedro não havia contatado o Senado. Segundo assessores, estava no interior do Amazonas. Petista desde os anos 80, ligado a movimentos sociais, chegou ao posto em abril, com a volta de Alfredo Nascimento ao Ministério dos Transportes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.