Ed Ferreira/AE
Ed Ferreira/AE

De calcinha e sutiã, funkeira grava videoclipe nas imediações do Congresso

MC Bandida fez performance ao mesmo tempo em que manifestantes protestavam contra candidatura de Renan Calheiros

JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

30 de janeiro de 2013 | 19h26

BRASÍLIA - Quase ao mesmo tempo em que cerca de 20 manifestantes eram impedidos pela segurança de "lavar e faxinar" a rampa da sede do Poder Legislativo, num protesto contra a candidatura de Renan Calheiros (PMDB-AL) à presidência do Senado, a funkeira MC Bandida gravava um videoclipe só de calcinha e sutiã, também nas imediações do Congresso.

Sem acesso à rampa do Congresso para fazer a limpeza e exigir um presidente do Senado ficha limpa, os 20 manifestantes recuaram um pouco e lavaram simbolicamente um dos espelhos d''água que ficam entre o prédio do Legislativo e o gramado. O grupo desenhou uma cruz no gramado, com baldes e vassouras.

O gesto, segundo o coordenador do movimento, Antonio Carlos Costa, da ONG Rio de Paz, representa a necessidade do Senado "limpar" sua imagem. Já a funkeira MC Bandida parecia um pouco nervosa enquanto uma equipe gravava o videoclipe. Mas ninguém apareceu para impedi-la de fazer sua coreografia.

O protesto contra a candidatura de Renan Calheiros foi apoiado por 20 organizações não governamentais anticorrupção. Logo de madrugada, os manifestantes levaram para a frente do Congresso 81 vassouras - uma para cada senador -, baldes e panos de chão.

Um segurança informou aos manifestantes que eles não poderiam "faxinar" a rampa porque, por ela ser uma área comum da Câmara e do Senado, os presidentes das duas Casas teriam de autorizar a lavagem. Além da Polícia Legislativa, 80 policiais militares foram destacados para impedir que os manifestantes fossem até a rampa.

Tudo o que sabemos sobre:
CongressomanifestaçãoRenanfunkeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.