Dataprev demite mulher de Silverinha por justa causa

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) demitiu hoje, por justa causa, a servidora Silvana Dionízio Silveirinha Corrêa, mulher do fiscal da Receita Estadual, Rodrigo Silveirinha, acusado de cobrar propinas de empresas e manter conta ilegal em banco da Suíça. Silvana era funcionária da estatal desde 1989, com o cargo de assistente de tecnologia da informação. A partir de 2001, ficou emprestada ao gabinete do ex-presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Rio, senador Sérgio Cabral. Devolvida à empresa em 31 de janeiro passado, não voltou a trabalhar e, depois de litígio devido a atestados médicos não aceitos, obteve auxílio-doença do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), entre 3 de fevereiro e 13 de abril. Ela não voltou ao trabalho nesta data nem justificou sua ausência e ontem completou-se um mês, prazo exigido por lei para caracterizar abandono de emprego, o que permite demissão por justa causa.Veja o índice de notícias sobre a corrupção no Rio

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.