Datafolha: vantagem de Alckmin cai 6 pontos em SP

A diferença entre os candidatos ao governo de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) e Aloizio Mercadante (PT) caiu seis pontos porcentuais em uma semana, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada hoje no jornal "Folha de S.Paulo". Segundo a sondagem, Alckmin passou de 51% para 49%, enquanto Mercadante cresceu de 23% para 27%. A pesquisa foi realizada entre os dias 28 e 29 de setembro e tem margem de erro de dois pontos porcentuais.

AE, Agência Estado

30 de setembro de 2010 | 10h41

Apesar da queda na vantagem, o candidato tucano ainda venceria no primeiro turno caso a eleição fosse hoje. Alckmin conta com 54% dos votos válidos (descontados os em branco e nulos) contra 29% de Mercadante. Já em um eventual segundo turno, o tucano também venceria, com 57% contra 26%, segundo o Datafolha.

Os outros candidatos ao governo de São Paulo mantiveram o mesmo patamar registrado na pesquisa dos dias 21 e 22. Celso Russomanno (PP) tem 9%, Paulo Skaf (PSB), 4%, e Fábio Feldman (PV), 1%. Os demais candidatos não pontuaram. Votos em branco e nulos somaram 4%, e eleitores que não sabem em quem votar ou não responderam são 5%.

Senado

O candidato que mais cresceu nas intenções de voto no Estado de São Paulo para o Senado foi Aloysio Nunes (PSDB), de acordo com o Datafolha. Há duas semanas, ele tinha 17%, e agora chega a 29%. No entanto, a liderança ainda está nas mãos de Netinho de Paula (PC do B), que cresceu de 36% para 39%, e Marta Suplicy (PT), que variou de 36% para 37%. Romeu Tuma (PTB) foi de 21% para 20%.

A pesquisa Datafolha realizou 2.202 entrevistas e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número 89694/2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010SPpesquisaDatafolha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.