Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Datafolha: rejeição a Haddad sobe de 36% para 47%

Pesquisa do Instituto Datafolha feita esta semana e divulgada nesta sexta-feira, 18, mostrou que a avaliação negativa da administração do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), passou de 36% em junho para 47% em julho, no pior nível de reprovação desde o início do mandato.

DANIEL GALVÃO, Agência Estado

18 de julho de 2014 | 20h57

Anteriormente, o pior índice havia sido registrado após os atos de rua de junho de 2013, quando 40% avaliaram a administração municipal como ruim ou péssima. De acordo com o levantamento, a gestão Haddad é boa ou ótima para 15% dos entrevistados - nas três pesquisas anteriores, 17% avaliavam positivamente o mandato do prefeito.

A porcentagem dos que avaliam a prefeitura de São Paulo com regular caiu de 44% para 37%. Os que não souberam responder são 2%. O Datafolha entrevistou 1.047 pessoas entre os dias 15 e 16. A margem de erro é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos.

A avaliação negativa subiu entre os mais ricos (de 34% para 53%), homens (de 35% para 50%) e entre os moradores com renda familiar mensal de dois a cinco salários mínimos (de 34 para 49%). Haddad também atingiu a terceira pior avaliação negativa ante outros prefeitos com o mesmo tempo na função. A taxa é menor somente do que as registrados pelos ex-prefeitos Jânio Quadros (66%) e Celso Pitta (54%).

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesDatafolhaFernando haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.