Datafolha: Alckmin mantém 54%; Mercadante avança e chega aos 20%

Pesquisa realizada nos dias 23 e 24 apontou possível vitória no 1º turno de candidato tucano

Agência Estado

27 de agosto de 2010 | 10h11

SÃO PAULO - O candidato do PT ao governo de São Paulo, senador Aloizio Mercadante, subiu quatro pontos porcentuais e agora registra 20% das intenções de voto, de acordo com a mais recente pesquisa Datafolha, realizada nos dias 23 e 24 deste mês e publicada na edição desta sexta-feira, 27, do jornal Folha de S.Paulo. Geraldo Alckmin (PSDB) se manteve com os mesmos 54% do levantamento anterior, feito nos dias 9 a 12 de agosto, e venceria no primeiro turno se a eleição fosse hoje. Celso Russomanno (PP) perdeu quatro pontos entre as duas pesquisas: caiu de 11% para 7%. Paulo Skaf (PSB) foi de 2% para 3%.  

 

Veja também:  

 

 especialEm MG, Anastasia sobre 12 pontos; Costa mantém a liderança

 

especialRJ: Cabral tem 56%; Gabeira avança e está com 17%, diz Datafolha

 

Em um eventual segundo turno, Alckmin aparece com 62% e Mercadante, com 29%. No levantamento da semana retrasada, o tucano registrava 65% e o petista, 25%. Na pesquisa espontânea - na qual os eleitores não têm acesso prévio ao nome dos candidatos -, Alckmin subiu de 16% para 25%. Mercadante também registrou alta, de 6% para 11%. Na mais recente pesquisa Datafolha, o tucano aparece com índice de rejeição de 17%, enquanto 23% disseram que não votariam no petista de jeito nenhum.

 

A pesquisa, contratada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela Rede Globo, tem margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. Foi realizada com 2.088 eleitores e registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) com o número 76.594/2010.

 

Rio de Janeiro

 

O candidato do PV ao governo do Rio de Janeiro, Fernando Gabeira, subiu três pontos porcentuais e agora soma 17% das intenções de voto. Sérgio Cabral (PMDB) oscilou um ponto para baixo e aparece com 56%, segundo a pesquisa Datafolha realizada nos dias 23 e 24 deste mês.

 

Gabeira segue com o mais alto índice de rejeição entre os candidatos ao governo. Não votariam nele de jeito nenhum 34% dos eleitores - eram 32% no levantamento anterior, realizado nos dias 9 a 12 de agosto. O candidato do PMDB tem taxa de rejeição de 16%.

 

No Rio, a pesquisa foi contratada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela Rede Globo e tem margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos. O levantamento foi realizado com 1.274 eleitores e registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) com o número 72.920/2010.

 

Minas Gerais

 

O candidato do PSDB ao governo de Minas Gerais, Antonio Anastasia, subiu 12 pontos porcentuais desde o início do horário eleitoral no rádio e na TV. O tucano, que aparecia com 17% na pesquisa Datafolha realizada nos dias 9 a 12 deste mês, registra 29% no mais recente levantamento, feito nos dias 23 e 24. Hélio Costa (PMDB) se manteve com os mesmos 43%.

 

Em um eventual segundo turno, Hélio Costa aparece 51% das intenções de voto, enquanto Anastasia registra 35%. No entanto, na pesquisa espontânea - em que o eleitor não têm acesso prévio ao nome dos candidatos - o tucano registra 17% e Costa, 14%.

 

Em Minas, a pesquisa também foi contratada pela Folha de S.Paulo e pela Rede Globo, com margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos. Ela foi realizada com 1.261 eleitores e registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) com o número 64.318/2010.

 

Distrito Federal

 

Agnelo Queiroz, candidato do PT ao governo do Distrito Federal, segue ganhando espaço e, pela primeira vez, aparece em situação de empate técnico com Joaquim Roriz (PSC). O petista registra 35% das intenções de voto, enquanto Roriz aparece com 41%. Os dados são da pesquisa Datafolha, com margem de erro de quatro pontos porcentuais.

 

A pesquisa, feita nos dias 23 e 24 deste mês, foi contratada pela Folha de S. Paulo e pela Rede Globo e realizada com 691 eleitores. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) com o número 27.406/2010.

 

Rio Grande do Sul

 

O candidato do PT ao governo gaúcho, Tarso Genro, aumentou em quatro pontos porcentuais a vantagem sobre José Fogaça (PMDB) na mais recente pesquisa Datafolha, feita nos dias 23 e 24 deste mês. O petista passou de 38% das intenções de voto para 42%, enquanto o peemedebista se manteve com os mesmos 27% do levantamento anterior, dos dias 9 a 12 de agosto. A governadora Yeda Crusius perdeu dois pontos: caiu de 16% para 14%.

 

A pesquisa foi contratada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela RBS e tem margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos. Ela foi realizada com 1.225 eleitores e registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) com o número 41.529/2010.

 

Paraná

 

Beto Richa (PSDB) mantém a liderança na corrida pelo governo do Paraná. O tucano passou de 46%, na pesquisa dos dias 9 a 12 de agosto, para 47% no novo levantamento, feito nos dias 23 a 24 deste mês. Seu principal adversário, o candidato do PDT ao Palácio das Araucárias, Osmar Dias, ficou com os mesmos 34%.

 

A pesquisa Datafolha no Estado foi contratada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela Rede Paranaense de Comunicação (RPC). Ela tem margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos. O levantamento foi realizado com 1.211 eleitores e registrado no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) com o número 19.550/2010.

 

Pernambuco

 

O atual governador de Pernambuco e candidato à reeleição, Eduardo Campos (PSB), possui quase 50 pontos porcentuais de vantagem sobre seu principal adversário, o candidato do PMDB ao governo, Jarbas Vasconcelos. Segundo a pesquisa, realizada nos dias 23 a 24 deste mês, Campos subiu de 62% para 67%. O peemedebista caiu de 21% para 19% das intenções de voto.

 

A Datafolha em Pernambuco foi contratada pelo jornal Folha de S.Paulo e pela Rede Globo e tem margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos. Foi realizada com 1.091 eleitores e registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) com o número 41.119/2010.

 

Bahia

 

Jaques Wagner (PT), governador da Bahia e candidato à reeleição, lidera com 47% a corrida pelo governo do Estado e venceria no primeiro turno, segundo pesquisa Datafolha realizada nos dias 23 e 24 deste mês. Paulo Souto (DEM) manteve o mesmo índice da pesquisa anterior (23%), feita nos dias 9 a 12 de agosto. Geddel Vieira Lima (PMDB) oscilou um ponto para cima e agora aparece com 11% das intenções de voto.

 

Na Bahia, a pesquisa foi contratada pelo jornal Folha de S.Paulo e tem margem de erro de três pontos porcentuais para mais ou para menos. Ela foi realizada com 1.088 eleitores e registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) com o número 31.952/2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.